Coordenador : Suenya Santos da Cruz
Ano: 2017
Publico Alvo : Produtores agroecológicos e consumidores.
Local de atuação: RIR
Resumo
O projeto busca fomentar a articulação entre a produção de alimentos agroecológicos, sobretudo advindos de assentamentos rurais e da pequena produção familiar camponesa, e o consumo consciente. Dessa forma, espera-se colaborar, ao mesmo tempo, para uma vida digna para os produtores rurais e para o acesso popular a alimentos saudáveis, fortalecendo políticas de segurança alimentar e nutricional e impulsionando novas iniciativas autônomas e diversas estratégias de comercialização. Nessa perspectiva, intenciona-se mapear produtores rurais agroecológicos, sobretudo com perfil camponês, assessorá-los e colocá-los em articulação, priorizando os municípios de Casimiro de Abreu, Macaé e Rio das Ostras, bem como consumidores interessados em articulações coletivas, facilitando processos de comercialização que beneficiem a ambos os segmentos sociais, ou seja, produtores e consumidores. Além disso, buscaar-se-á fomentar o controle social da política de segurança alimentar. Compreende-se que o enlace entre campo e cidade, no que diz respeito à relação entre a produção de alimentos saudáveis e seu consumo, contribui para a construção de uma sociedade que altere seu modelo produtivo alimentar. Este deve priorizar a preservação da natureza e manutenção/recuperação da biodiversidade e reconhecer e valorizar formas de existência humanas que combinam o conhecimento científico e o saber/cultura popular, criando brechas de ruptura com os processos de alienação em curso. Em síntese, o projeto visa contribuir para a superação de um desenvolvimento que submeteu a produção de alimentos ao seu jugo, tendo como consequência sérios efeitos socioambientais, precarizando o trabalho dos pequenos agricultores, adoecendo trabalhadores e consumidores de produtos ultraprocessados e de produtos frescos envenenados.