Coordenador : Marcelo Gomes da Silva
Ano: 2017
Publico Alvo : Pacientes que preencham os critérios de inclusão no projeto, selecionados dentre a comunidade que acorre ao Curso de Odontologia do Instituto de Saúde de Nova Friburgo, da Universidade Federal Fluminense.
Local de atuação: MGD
Resumo
A perda dos dentes pode ocasionar várias consequências, dentre elas comprometimento estético, mastigatório, fonético, assim como redução da integração social e da autoestima do paciente. Estes aspectos negativos são potencializados quando há perda total dos dentes inferiores, uma vez que o osso remanescente e sua mucosa de revestimento se mostram insuficientes para retenção e estabilidade adequadas de uma prótese total convencional. Desde a divulgação das primeiras iniciativas clínicas da implantodontia moderna, há cerca de 50 anos, a reabilitação dos edentados totais mandibulares é a principal indicação do uso dos implantes. Classicamente, a inserção de dois implantes viabiliza satisfatoriamente uma prótese total mandibular, embora o custo do tratamento reduza a amplitude de sua aplicação clínica. Diante disso, a prótese total mandibular sobre um único implante vem sendo aprovada por meio de pesquisas clínicas como uma alternativa ao tratamento convencional. O objetivo deste projeto de extensão é oferecer aos pacientes que procuram atendimento odontológico no Curso de Odontologia do Instituto de Saúde de Nova Friburgo (UFF) a oportunidade de se submeterem à inserção cirúrgica de 1 implante na linha média da mandíbula e receberem uma prótese total removível retida por este implante. A literatura científica divulga estudos sobre esta iniciativa desde 1997, com alto índice de sucesso clínico.