Coordenador : Anderson Mululo Sato
Ano: 2017
Publico Alvo : Público Alvo: Professores (Municipal): 56 pessoas Funcionários Escolares (Municipal): 16 pessoas Gestores da Secretaria de Educação e Diretores (Municipal): 16 pessoas Professores (Estadual): 16 pessoas Estudantes normalistas (Estadual): 16 pessoas Estudantes de Licenciatura (Federal): 40 pessoas TOTAL: 160 pessoas
Local de atuação: DGP
Resumo
Angra dos Reis figura no cenário nacional como um dos municípios com maiores perdas por desastres sócio-naturais. Rotineiramente a educação é invocada nos discursos dos gestores como uma medida para a redução do risco de desastres, muito embora sejam raras as iniciativas que trabalhem de forma teórica e prática esta temática com os educadores, envolvendo-os como atores chaves na gestão dos riscos de desastres. Desde o 2o semestre de 2015 foi iniciada a formação a Rede de Educação para Redução de Desastres (RED), uma articulação interinstitucional que mostrou-se extremamente profícua por estabelecer projetos e ações articulados, sendo esta iniciativa já premiada na UFF como um projeto de inovação e tecnologia social e recebido moção de aplausos pela Câmara de Vereadores de Angra dos Reis em 2016. O primeiro projeto catalizador da RED é o Curso de Formação de Educadores para Redução de Desastres, que visa capacitar os atuais e futuros educadores para que estejam aptos a incluir temáticas relacionadas à redução de riscos de desastres de forma integrada e crítica aos conteúdos ministrados nas suas disciplinas, desenvolvendo uma cultura de prevenção de desastres a partir do ambiente escolar. O curso é uma iniciativa conjunta do IEAR/UFF com as Secretarias Municipais de Meio Ambiente, Proteção e Defesa Civil e Educação de Angra dos Reis e CEMADEN Educação. A proposta consiste em um curso semi-presencial, sendo avaliado na primeira edição (2016) com nota 9,3 por seus cursistas e que este ano visa melhorar sua qualidade e abrangência com o apoio da PROEXT/UFF.