Coordenador : Dagmar de Mello e Silva
Ano: 2017
Publico Alvo : Ancorada em uma perspectiva educacional e cultural, a Revista destina-se a professores e estudantes dos cursos de licenciatura, a educadores em geral, profissionais do campo da cultura e a pesquisadores em educação. Nossas publicações estão inseridas no âmbito das Ciências Humanas e da Filosofia.
Local de atuação: SFP
Resumo
O projeto é uma iniciativa do Aleph: Programa de Pesquisa, Aprendizagem-Ensinagem e Extensão/UFF e conta com parcerias de diferentes grupos de pesquisa em diversas Universidades no Brasil e no mundo. Desejamos acompanhar os trajetos daqueles que acreditam, como Deleuze, que: não há obra que não indique uma saída para a vida, que não trace um caminho entre as pedras e por isso mesmo, buscam saídas para as armadilhas de práticas fascistas que naturalizam engrenagens que emperram movimentos de transformação, justificados por verdades absolutas. Estamos ao lado daqueles que, mesmo à margem da história, lutam para a construção de uma sociedade que coloque em movimento a vida em toda a sua potencia, na contramão de práticas mecanicistas que desconsideram que a existência humana se faz potente na multiplicidade e na diferença. Motivo pelo qual, a categoria central que vincula nossas publicações é o conceito instituinte. A Revista é um espaço aberto para a troca de experiências que instituam a criação de políticas, não só na produção de conhecimentos, mas na produção da própria vida. Como Linhares afirma; costuramos nossos trabalhos na RevistAleph entrelaçados por pontos que vão se formando em movimentos plurais, que se complementam através da história dos diferentes sujeitos que passam pela escola. Nossas ações não estão à procura de saberes consolidados por fórmulas e receitas que apontam novidades que não produzem diferença. Queremos povoar espaços/tempos onde os saberes se cruzam em interseções que quebram a retidão das verdades absolutas abrindo brechas para pulsações desejantes da vida.