Coordenador : Regina Bienenstein
Ano: 2017
Publico Alvo : O projeto beneficiará a comunidade do Cassinu (antiga Favela do Gato), situada em São Gonçalo, RJ, aonde o NEPHU atuou entre fins de 1982 e 1990, quando as famílias, parte significativa de pescadores, tiveram a posse da terra regularizada. Em 2014, a Comunidade, agora ocupada por cerca de 200 famílias de baixa renda, voltou ao NEPHU, solicitando nova assessoria técnica para resolver situações de informalidade que surgiram nesses mais e vinte anos.
Local de atuação: NEPHU
Resumo
O NEPHU/UFF, desde fins de 1982, desenvolve assessoria técnica a populações urbanas subalternizadas, visando contribuir para seu acesso à moradia digna e ao direito à cidade. Este trabalho teve origem na comunidade do Cassinu, ex-Favela do Gato, onde o NEPHU atuou entre 1982 e 1990, evitando sua remoção total e garantindo sua regularização fundiária. Respondendo à nova solicitação de assessoria técnica, voltou à comunidade em 2013, quando constatou o resultado da dinâmica urbana. Em pouco mais de vinte anos, foram modificações sociais e espaciais que demandam ajustes para garantir condições urbanísticas, ambientais e jurídicas adequadas. Por meio deste projeto será dada continuidade e complementadas as atividades desenvolvidas em 2016, na comunidade do Cassinu, de identificação e análise dos problemas sociais e urbanísticos, realização de ajustes necessários e encaminhamento de ações para sua implementação de modo a garantir condições adequadas de moradia. Considerando novas ameaças de remoção, agora feitas pela concessionária da rodovia BR-101, Autopista Fluminense, será dada continuidade, em parceria com a Defensoria Pública da União, à defesa da comunidade. O projeto será desenvolvido com a participação e o protagonismo dos moradores, num processo dialogal permanente em que o saber teórico da Universidade e o saber popular da comunidade se integram buscando soluções para os problemas encontrados. Nesse processo, estudantes de graduação de arquitetura e urbanismo (bolsistas de extensão) e de direito (estudantes de pós-graduação e orientandos dos professores envolvidos no projeto) terão a oportunidade de conhecer e refletir sobre as condições de moradia de parcela significativa dos trabalhadores brasileiros.