Coordenador : Wilson Madeira Filho
Ano: 2018
Publico Alvo : O VIII SAPIS & III ELAPIS se dirigem a estudantes de pós-graduação, pesquisadores e profissionais de diversas áreas de conhecimento e inserções institucionais (vinculados à academia, ao governo, organizações da sociedade civil e da iniciativa privada) interessados em compartilhar estudos, experiências, e/ou projetos sobre o tema da inclusão social e suas interfaces socioculturais com as áreas protegidas; e busquem aprimorar suas práticas cotidianas na pesquisa e na implementação de projetos com esta inspiração, contribuindo para um amplo debate qualificado sobre o estado da arte e as expectativas relativas às políticas públicas nesse campo, no Brasil e na América Latina. Por sua natureza, o evento também se dirige aos povos indígenas, quilombolas e demais comunidades tradicionais e locais que vivenciam a gestão comunitária dos recursos naturais e a governança de seus territórios e das áreas protegidas, e buscam ampliar e compartilhar seus conhecimentos em um debate amplo com a academia e outros segmentos da sociedade.
Local de atuação: SDB
Resumo
O presente projeto consiste na proposta de realização do VIII SAPIS – Seminário Brasileiro sobre Áreas Protegidas e Inclusão Social/III ELAPIS – Encontro Latino Americano sobre Áreas Protegidas e Inclusão Social, de 18 a 21 de outubro de 2017, na Faculdade de Direito da UFF. O projeto resulta de um esforço conjunto de uma equipe interdisciplinar, com a participação de programas de pós-graduação de diferentes áreas do conhecimento, como o Programa de Pós-Graduação de Sociologia e Direito PPGSD/UFF, o Programa de Pós-Graduação EICOS em Psicossociologia de Comunidades e Ecologia Social/IP/UFRJ, entre outros, além da articulação com instituições governamentais como o ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade), INEA INCRA (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) e FUNAI (Fundação Nacional do Índio), e não governamentais tais como a CONFREM (Comissão Nacional de Fortalecimento das Reservas Extrativistas Costeiras e Marinhas), a ALPAPI (Associação Livre de Pescadores e Amigos da Praia de Itaipu) e o ISA (Instituto Socioambiental). O tema central do evento é Repensando Paradigmas Institucionais da Conservação. Os principais objetivos do evento são de promover a discussão sobre os temas da inclusão social e da diversidade cultural relacionadas às áreas protegidas e aos territórios tradicionais, associados aos compromissos estabelecidos no âmbito da Convenção da Diversidade Biológica e das Metas do Milênio no Brasil e na América Latina e estreitar redes de conhecimento, comunidades de prática ou epistêmicas que favoreçam a interface entre a ciência, o conhecimento tradicional e a política pública.