Coordenador : Cary Cassiano Cavalcanti Filho
Ano: 2018
Publico Alvo : Para a visita em grupo à Casa da Descoberta, recebíamos no máximo 60 (sessenta) pessoas por período (manhã e tarde). Com a Tenda foi possível aumentar o número de visitantes para até 120 (cento e vinte) pessoas por período.A experiência do último ano mostrou que funcionando de 2a à 6a feira (pela manhã e à tarde) e dois sábados por mês, costumamos receber em média 10.000 (dez mil) pessoas durante o ano. Nossa previsão, devido as atividades que vimos desenvolvendo é aumentar os visitantes no proximo ano. • Para o “Meninas na Ciência”, esperamos receber 80 (oitenta) pessoas por palestra. Para o conjunto de 10 (dez) palestras programadas neste evento é possível receber um total de até 800 (oitocentas) pessoas. • Receberemos 25 alunos por oficinas. Vamos realizar 24 (vinte e quatro) oficinas durante o ano, esperamos então um público de 600 pessoas no total. • Recebemos em média, 20 pessoas por atividade de Observação do Céu, em conjunto com o Clube de Astronomia de Niterói. Como programamos pelo menos 15, teremos um total de 300 visitantes. • Para a caminhada, visitando a trilha em torno do Instituto de Física, recebemos no máximo 20 (vinte) pessoas por vez, e será realizada semanalmente. Esperamos receber 1080 pessoas. TOTAL: Aproximadamente 12.000 (doze mil) visitantes. .
Local de atuação: GFI
Resumo
A Casa da Descoberta tem como proposta principal aumentar os níveis de alfabetismo científico dos indivíduos em geral, procurando despertar o interesse pela aprendizagem científica ao longo da vida. Neste sentido temos desenvolvido uma série de atividades para contribuir para a divulgação científica na cidade de Niterói e arredores, atuando como um mediador entre a comunidade acadêmica e a sociedade. Iniciamos nossas atividades em 1999, com um projeto piloto no Museu de Artes do Ingá, antigo Palácio do Ingá que era a sede do governo estadual, e desde 2000 passamos a ter uma sede própria no segundo andar do Instituto de Física da UFF. No ano de 2016, expandimos a área física da Casa da Descoberta, através da instalação de uma Tenda de 100 m2 em área nobre cedida pela universidade. Instalamos também uma nova linha de experimentos que demonstra a utilização de formas alternativas de energia. Este sistema híbrido além de suprir parte do consumo de energia elétrica da Tenda, tem como função promover o uso consciente de energia para seus visitantes bem como a disseminação e popularização do uso inteligente e sustentável através de fontes de energia renováveis propiciando um ambiente favorável a difusão de conhecimentos, e como consequência espera contribuir para o crescimento e ampliação dessas fontes renováveis no setor elétrico. O uso destes experimentos devem ser apresentados através de linguagem adequada à faixa etária e formação do público. Isto implica em monitores bem formados para interagir com os visitantes de maneira adequada.