Coordenador : Anna Virgínia Muniz Machado
Ano: 2018
Publico Alvo : O material desenvolvido estará disponibilizado para consulta por parte de profissionais e estudantes da área de engenharia sanitária e ambiental, prefeituras que possuam área rural, associações comunitárias e instituições que atuam na área de saneamento rural.
Local de atuação: TDT
Resumo
A ação de extensão considera a importância do acesso ao abastecimento de água para as comunidades carentes que vivem na zona rural brasileira valorizando e aprendendo com o saber popular e as experiências comunitárias da gestão da água. A Interdisciplinaridade se reflete na percepção de ações socioambientais voltadas para a gestão da água. Uma busca em publicações cientificas direcionadas a interface social e ambiental verifica aspectos como Gênero e Água, empoderamento dos atores sociais, como elementos fundamentais para a gestão sustentável da água. Ao avaliar como os artigos científicos refletem a interação com a sociedade sobre a gestão da água, e comparar com a realidade percebida em campo nas comunidades brasileiras, o estudante extensionista tem a percepção do papel da sua formação como transformadora da sociedade brasileira. As dificuldades acerca do atendimento às populações rurais atualmente mostram-se como um desafio imposto para os governantes. Atualmente a lei 11.445/2007 prevê a universalização do acesso à água, porém ainda se apresenta em um cenário despreparado para cumprimento da legislação. A própria legislação que estabelece as diretrizes nacionais para o saneamento básico não prevê em seu escopo definição específica no caso do atendimento às comunidades rurais. Atentando-se à carência de leis que apoiam o acesso ao abastecimento de água no meio rural, este estudo propõe meios de quantificar as publicações que versam sobre o tema.