Coordenador : Hildeberto Vieira Martins
Ano: 2018
Publico Alvo : Público interno: Criação e formação de Grupo de estudos que agregue especialmente professores e graduandos da UFF, oriundos dos cursos de Psicologia, Educação, Antropologia, Produção Cultural, Direito, História e outras áreas afins. Público externo: Voltado para o atendimento das demandas provenientes do curso de especialização em Etnoeducação (26 Professores da Rede pública de Educação do Município de Oriximiná-PA, 07 gestores de Educação escolhidos pelo conselho municipal de Educação e 07 gestores de Cultura escolhidos pelo conselho municipal de Cultura). Trabalho de campo: Atividade relacionada ao projeto de extensão e ao curso de especialização em Etnoeducação. Consideramos que essa atividade permitirá que as demandas surgidas pela dinâmica de trabalho e pesquisa provenientes do curso de especialização possam ser convertidas em imersões de campo nas comunidades e escolas correspondentes, ocasionando com isso o mapeamento e uma apropriação mais qualificada das questões e da realidade própria de cada território. Atendimento Indireto: Alunos, docentes, pais e demais membros compreendidos na rede comunitárias que agregam as escolas participantes do Programa de Educação Patrimonial em Oriximiná-PA
Local de atuação: RSI
Resumo
O projeto de extensão pretende discutir, a partir de produção acadêmica da psicologia social, o processo de constituição das relações raciais na sociedade brasileira e sua ligação com a questão da etnicidade e com a ideia de pertença étnico-racial (identidades), mais especificamente tomando como base o mapeamento e a análise dos territórios urbanos e rurais em Oriximiná/PA na tentativa de compreender como esses fenômenos sociais se constituem como analisadores fundamentais dos modos de funcionamento de nossa diversidade sociocultural. Essa ação de extensão se articula ao Programa Educação Patrimonial em Oriximiná, que desde de 2008 vem realizando ações marcadas pela tríade educação, patrimônio e formação de professores em Oriximiná/PA, e que tem como um dos principais objetivos ser um instrumento de auxílio para o desenvolvimento e aprimoramento da formação de educadores, complementado agora com a proposição de uma pós-graduação latu sensu de caráter extensionista. As discussões promovidas a partir da realização das atividades de pós-graduação servirão para ampliar ainda mais as relações sociais produzidas pelas comunidades locais e seus dispositivos institucionais (em especial os escolares), promovendo com isso a valorização dos saberes e das práticas elaborados localmente. Acompanhar as atividades desenvolvidas pelos pós-graduandos será fundamental para que o debate que pretendemos realizar sejam alcançados. E isso foi possível a partir da implementação da pós-graduação em 2016 e pela condução da disciplina Seminários em Diversidade cultural. Interessa-nos mapear e refletir acerca dos diferentes modos de produção e circulação do conhecimento produzidos pelos agentes sociais implicados nesse contexto histórico-social (quilombolas, indígenas, ribeirinhos, etc.)