Coordenador : Anna Virgínia Muniz Machado
Ano: 2018
Publico Alvo : O material desenvolvido estará disponibilizado para consulta por parte de profissionais e estudantes da área de engenharia sanitária e ambiental, prefeituras que possuam área rural, associações comunitárias, e instituições atuam na área de saneamento rural.
Local de atuação: TDT
Resumo
O Brasil é signatário dos compromissos estabelecidos com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, onde está estabelecida a meta de promover acesso á água a todas as pessoas até 2030. No que refere ao atendimento à população urbana, o quadro da situação do saneamento no Brasil tem verificado avanços. Já o atendimento à população rural, o Brasil regrediu na tarefa de reduzir pela metade a proporção da população rural sem acesso a saneamento adequado. Quase dois terços dos brasileiros que vivem fora de áreas urbanas ainda não contam com o serviço básico. Isso significa que mais de 20 milhões de pessoas correm maior risco de contrair doenças infecciosas ou parasitárias, que são adquiridas principalmente pelo contato com o esgoto. Assim, dentro do papel da universidade de apoiar o desenvolvimento urbano e rural, contribuindo para melhoria da qualidade de vida da população, propõe-se esta ação no sentido de reunir informações sobre o saneamento rural no Brasil, abordando também as alternativas tecnológicas, apresentação de experiências bem sucedidas, além pesquisas aplicadas desenvolvidas na academia e em instituições. A perspectiva da transformação do estudante extensionista está na atuação de forma interativa com os problemas da sociedade brasileira promovendo a sua transformação como melhores condições de vida. Os aspectos envolvendo do empoderamento social para a gestão da água são evidenciados em situação transversais com o dialogo interdisciplinar envolvendo tecnologia e a temática socioambiental.