Coordenador : Maddi Damião Junior
Ano: 2018
Publico Alvo : Discentes e graduados de diversas áreas. Usuários da rede de saúde mental. Profissionais de psicologia, educação, enfermagem e arte terapia.
Local de atuação: RSI
Resumo
Este projeto pretende reunir pesquisadores e profissionais da área da saúde, filosofia e ciências humanas que possuem sua formação vinculada ao trabalho e pesquisas desenvolvidas pela psiquiatra Nise da Silveira com o propósito de apresentar seus trabalhos no estudo das imagens, na clínica da saúde mental e os desdobramentos possíveis. A psiquiatra Nise da Silveira, influenciada por ele, começou saus pesquisas no antigo hospital psiquiátrico Pedro II, no Engenho de Dentro, na década de 1950 e transformou a prática da saúde mental com a criação de oficinas terapêuticas e espaços abertos onde através da linguagem expressiva e da criação de imagens os internos do hospital psiquiátrico pudessem ter uma forma de ação terapêutica eficaz, lhes possibilitando produzirem um discurso provido de significado. Pelo que chamava de afeto catalizador e disponibilidade de espaço criador ela pode ser considerada pioneira na reforma psiquiatrica brasileira. Este evento visa, também, refletir sobre a importância deste trabalho e seus cem anos de surgimento, que marcou o trabalho com os esquizofrênicos e o método proposto por C. G. Jung que influenciou e orientou o trabalho de Nise da Silveira no Brasil.