Coordenador : Jairo Werner Junior
Ano: 2018
Publico Alvo : • Crianças, Adolescentes, jovens, famílias e comunidades cujas condições de acesso a serviços de saúde e educação se encontram denegados, em geral, caracterizando situação de risco para o desenvolvimento humano e social
Local de atuação: MMI
Resumo
Em 1995, o projeto GEAL-UFF foi proposto pela Faculdade de Medicina da UFF, em função das demandas no campo dos problemas relacionados ao uso de álcool e outras drogas. Grupo de professores e alunos entendia que a Universidade não podia continuar omissa diante de quadro social e médico tão grave. O GEAL foi criado a partir da experiência acadêmica e técnica de alguns docentes da UFF, com a necessidade da população. O trabalho se ampliou para atender outras demandas da população que sofre com a dificuldade de acesso aos bens sociais e culturais, de saúde e educação. A participação comunitária e popular está representada no GEAL por meio da clientela atendida no ambulatório comunitário de saúde mental, e parcerias externas, como a estabelecida como o IPHEM (Instituto de Pesquisas Heloísa Marinho, ONG), que fornece gratuitamente metodologias, apoio técnico e operacional aos projetos e atividades. O GEAL-UFF se constitui em Rede de atividades e projetos de extensão, ensino e pesquisa, estando articulado a diversas áreas do conhecimento (saúde e educação), níveis de ensino (médio, graduação e pós-graduação), escolas públicas, creche-UFF, Conselhos Tutelares, Ministério Público, entre outros, em questões tais como: pedologia, fracasso escolar, uso de drogas, sexualidade e a violência. O trabalho vai muito além da abordagem individual ou da reprodução de informação sobre sexo, drogas etc. A missão da REDE GEAL-UFF tem se pautada no conceito de universidade como espaço comunitário criado para desenvolver novas ideias, atividades e papéis, sem setorização ou barreiras sociais ou acadêmicas.