Coordenador : Suely Lopes de Azevedo
Ano: 2018
Publico Alvo : Participam do projeto Professores e alunos de graduação e Pós-graduação da Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa da Universidade Federal Fluminense, enfermeira da Unidade de básica de Saúde, docente da UFRJ e os clientes diabéticos e hipertensos, a partir de 20 anos de idade, usuários do Sistema Único de Saúde, cadastrados no Programa HIPERDIA da Unidade de saúde da Engenhoca e os profissionais do Programa BEM VIVIDOS da Policlínica Regional Dr Renato Silva.
Local de atuação: MFE
Resumo
O projeto tem como objetivos: implementar e implantar a SAE na consulta de enfermagem junto aos clientes diabéticos e hipertensos, desenvolver o pensamento crítico na prática de enfermagem, identificar as necessidades dos clientes, implementar intervenções necessárias para satisfazê-las e avaliar os resultados da assistência prestada. As resoluções 272/2002 e 358/2009 do COFEN dispõe sobre a implementação da Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE) nas instituições de saúde, determinando que suas etapas sejam formalmente registradas no prontuário do cliente. Sendo assim, a assistência de enfermagem na Policlínica Regional da Engenhoca nos mostrou a necessidade da padronização e uniformização dos registros. A consulta sistematizada é uma atividade privativa do enfermeiro, sendo um processo dinâmico que visa identificar, descrever e caracterizar as respostas dos clientes, como forma de subsidiar a implementação do cuidado. Atualmente, há um crescente interesse pela SAE, como meio de identificar os problemas específicos de enfermagem, tornando-se um facilitador na tomada de decisões e no direcionamento da assistência, visando a melhora da qualidade de vida dos clientes. A SAE é o modelo metodológico ideal para o enfermeiro aplicar seus conhecimentos técnico-científicos, favorecendo o cuidado e a organização das condições necessárias para que ele seja realizado, com prescrição e implementação medidas que contribuam para a promoção, recuperação e reabilitação dos clientes. Através da sistematização da assistência de enfermagem pode-se contribuir para a melhoria do planejamento das atividades e da qualidade de vida dos clientes.