Coordenador : Andreza Aparecida Franco Câmara
Ano: 2018
Publico Alvo : Estima-se que cerca de 600 (seiscentas) pessoas vinculadas ou próximas às famílias de produtores rurais e/ou habitantes dos territórios trabalhados neste Projeto se beneficiarão do ambiente de trocas, aprendizado e práticas desenvolvidas no espaço de beneficiamento de alimentos e redes sociotécnicas voltadas à agricultura em Macaé. Assim, espera-se que estimula-se o consumo solidário e consciente, as redes agroecológicas e o fortalecimento do assentamento Osvaldo de Oliveira, primeiro Projeto de Desenvolvimento Agroecológico do Estado do Rio de Janeiro, situado no distrito de Córrego do Ouro, no Município de Macaé/RJ.
Local de atuação: MDI
Resumo
O presente Projeto de Extensão consiste no desdobramento do Programa intitulado Ampliação e fortalecimento das redes agroecológicas da Região Macaense: Criando vínculos e incentivando a economia local, contemplado com recursos financeiros pelo Edital FAPERJ N.º 15/2016 PROGRAMA APOIO AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO REGIONAL NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO e do Projeto intitulado Assessoria técnica-produtivo ao desenvolvimento do Projeto de Desenvolvimento Sustentável (PDS) Osvaldo de Oliveira – Macaé/RJ, contemplado com bolsa de assessoria técnica pelo Programa Treinamento e Capacitação Técnica FAPERJ 2017. Tem como público alvo famílias de produtores, grupos com vínculos rurais e jovens da zona rural do Município de Macaé, articulados às redes políticas e sociotécnicas em defesa da agricultura na região macaense. Tem como objetivo fortalecer os sistemas agroalimentares macaense, no que diz respeito à promoção e conhecimento das práticas populares inseridas nos sistemas agroalimentares locais. Serão realizadas ações de inventário e mapeamento desses saberes da agrobiodiversidade voltadas ao fortalecimento de territorialidades por meio de metodologias da educação popular e da cartografia social, e de construção de um espaço apropriado para o beneficiamento de alimentos nos territórios agrícolas de referência em cultivo de Macaé, e, sobretudo, através do compartilhamento dessas experiências em redes de participação política da região de influência de Macaé, que fortaleçam a mobilização desse coletivo em torno de políticas públicas voltadas à agricultura. O Projeto busca fortalecer as redes de cooperação técnicas já existentes esses territórios orientadas à defesa do território, à produção agroecológica, à agroindústria e ao mercado de consumo solidário.