Coordenador : Alexandre José Firme
Ano: 2018
Publico Alvo : Público interno da Instituição UFF refere-se: aos integrantes inscritos no Núcleo de Estudos (estes já cadastrados e outros inscritos ao longo do ano, prevendo-se total de 14; 5 estudantes de graduação beneficiários com orientação compartilhada no Núcleo e 1 estudantes de pós graduação também beneficiados pela orientação dos professores neste núcleo de estudos; Na III Feira de Saberes Agroecológicos estima-se 200 beneficiários; Também descrevemos os agricultores e agricultoras beneficiários da Reforma Agrária, no município de São Gonçalo (20 pessoas); Na APA de Guapimirim estima-se a participação direta de 10 pessoas principalmente em reuniões de acompanhamento e assessoria em Agri-Culturas. Em Belém e Oriximiná-PA estima-se 60 pessoas em escolas do campo (Creche). Ao longo da execução da ação estima-se 10 pessoas envolvidas (oriundas de ONG, sindicatos, técnicos do serviço público municipal, estadual e federal). São 320 pessoas beneficiadas pela atuação direta deste Programa. Considerando que este número aumenta com os Projetos Vinculados Diretamente, estima-se mais de 50 beneficiários diretos em cada projeto vinculado, que não serão considerados neste momento, devendo-se verificar projetos os vinculados na Justificativa deste Programa, sendo modificados ao longo do ano de 2018.
Local de atuação: GAG
Resumo
O Núcleo de Estudos em Ciência Ambiental e Agri-culturas, denominado NÚCLEO PACHA MAMA, é um Programa de Extensão e um Grupo de Pesquisa que desenvolve a Pesquisa-ação e a extensão-comunicação como virtudes Universitárias, praticando a indissociabilidade do ensino-pesquisa-extensão. Atua com o Movimentos Sociais e Grupos de Base Comunitária, bem como incentiva o fortalecimento de Coletivos de Estudantes na UFF, que lidam com a Questão Agrária, Agroecologia e Agricultura Urbana, além de abordagens com a Amazônia Paraense, em Belém do Pará e Oriximiná-PA. Mantem o debate científico e cultural, dos saberes, desenvolvidos na Universidade Federal Fluminense por Professores e Estudantes nas temáticas de: Ciência Ambiental; Agroecologia; Conflitos Ambientais; Processamento Digital de Imagem e Cartografia Social; Movimentos Sociais e Ecologia do Saber; Arquitetura Indígena e Transculturalidade. Nossa missão é Promover diálogo de Saberes. Nossos objetivos se relacionam com estudos temáticos em Agricultura Urbana e Ecologia de Saberes em Unidades de Conservação e Comunidades de base no espaço agrário, sob uma perspectiva de autogestão. As ações de Ensino (Educação) envolve a participação dos estudantes de graduação e pós-graduação em Unidades Curriculares, facultadas pelos professores atualmente vinculados ao Núcleo. Na pesquisa, estudantes do Programa de Desenvolvimento Acadêmico são articulados para introdução a pesquisa científica. Estudantes de Graduação são orientados em TCC e compartilham a orientação feita aos pós-graduados. Na extensão, as ações possíveis são catalizadas neste Programa, para os participantes e beneficiários. Através dos diversos projetos e ações de extensão vinculadas, há uma atuação no Sudeste e Norte do país, em dois Biomas.