Coordenador : Marielle Barros de Moraes
Ano: 2019
Publico Alvo : Alunos, professores, pesquisadores, comunidade de Niterói e refugiados.
Local de atuação: GCI
Resumo
No campo da informação, a relação entre os mediadores e os usuários é ponto focal das ações dos profissionais da informação. O projeto tem como norte a relação entre a comunidade de Niterói e os refugiados que vivem na cidade. Escolheu-se a Biblioteca Parque de Niterói (BPN) por ser uma instituição que tem por princípio acolher a todos sem realizar distinção. O espaço da biblioteca acomodará as atividades voltadas aos refugiados, tais como feiras sobre diversidade cultural aproveitando os saberes dos refugiados sobre sua própria cultura a fim de mediar o diálogo e a troca de saberes entre os mesmos e a comunidade de Niterói e a Universidade Federal Fluminense (UFF); exibição de filmes, cursos de Competência Informacional no âmbito da Biblioteca, cursos sobre empreendedorismo para os refugiados, mantendo o diálogo interdisciplinar e interprofissional com o curso de Empreendedorismo da UFF. O projeto terá duração de 9 meses, estendendo-se pelo período entre 2019 e 2020 e objetiva realizar a integração entre os refugiados, a comunidade niteroiense e a universidade, visando garantir um ambiente acolhedor e de respeito às diferenças culturais e atender à Agenda 2030 da ONU. O projeto está relacionado às disciplinas de Responsabilidade Social em Informação, recém-aprovada no Departamento de Ciência da Informação da UFF, bem como à disciplina de Serviço de Referência e Informação do mesmo departamento. Além disso, está vinculada ao projeto de pesquisa que estamos desenvolvendo intitulado Mediação, cultura e tecnologia nos currículos dos cursos de ciências da informação na Ibero-América: repensando um campo científico.