Coordenador : Geisa Rodrigues Leite da Silva
Ano: 2019
Publico Alvo : Universitários não apenas da UFF, mas de outras instituições. Professores e técnicos da UFF. Membros de Instituições, organizações, movimentos e grupos associados à temática. Moradores de regiões do entorno das ações.
Local de atuação: GCO
Resumo
O presente projeto visa reduzir os efeitos do racismo, do sexismo e das desigualdades sociais sobre corpos vulneráveis por meio da promoção de troca de saberes e práticas artísticas e culturais. As ações previstas pretendem fundar, com perspectiva artística e proatividade, movimentos contemporâneos dissonantes e, através da comunicação, fortalecer redes, integrando conhecimentos em vias múltiplas e diversas dentro e fora da Academia. Ao mesmo tempo, objetiva que Instituição e sociedade se relacionem organicamente, evitando a hierarquização do conhecimento, de forma que haja diálogo e troca entre vozes dissonantes atuantes, a população participante e alunos da UFF (foco em alunos cotistas). Visa também reduzir os efeitos negativos dos produtos de comunicação e cultura mais conservadores, que incidem diretamente sobre a formação do imaginário coletivo. Para tanto, será realizada a ação coletiva voltada para a promoção de bem-estar com arte Comunica com comida durante o encontro Eneart, na UFPB, com a participação de artistas e coletivos da região para a promoção de atividades lúdicas; a criação de dois zines em parceria com o projeto Dissemina: perspectivas afrocentradas de raça e gênero na comunicação e na Cultura, voltados ao tema das vozes dissonantes em ação- o 1º para vozes negras artivistas e o 2º para vozes LGBTQ; a produção e a organização de dois saraus de lançamento com previsão de debates e oficinas, em parceria com uma instituição de Duque Caxias (em negociação) e o coletivo Ponte Cutural (São Gonçalo).