Coordenador : Paula Cristiane Strina Juliasz
Ano: 2019
Publico Alvo : Professores em exercício na Educação Infantil, anos iniciais do Ensino Fundamental e professores de Geografia e coordenadores pedagógicos da rede municipal de ensino de Angra dos Reis (RJ) e estudantes dos cursos de Pedagogia e Geografia do Instituto de Educação de Angra dos Reis da Universidade Federal Fluminense (IEAR - UFF).
Local de atuação: DGP
Resumo
O pensamento espacial é uma atividade cognitiva desenvolvida no cotidiano e pode ser sistematizado pelas mais diversas disciplinas escolares, principalmente pela Geografia, mobilizando o raciocínio sobre o espaço e promovendo a representação espacial. Desde a Educação Infantil, as crianças podem desenvolver noções espaciais e temporais elementares para o desenvolvimento dos novos conhecimentos, nos anos posteriores, a medida que a aprendizagem ocorre em uma rede de significado e processos de mudanças conceituais. Reconhecer os fundamentos teóricos e metodológicos do Pensamento Espacial e as relação espaço-tempo é uma estratégia para fundamentar o ensino de Geografia e atividades interdisciplinares nas quais os alunos sejam conscientes de suas ações no processo de ensino-aprendizagem e desenvolvam as diferentes formas de representar e pensar o espaço. O curso proposto está organizado em 30 horas acerca do pensamento espacial (conceitos, representações e processos de raciocínio), espaço e tempo como conceitos construídos socialmente, formas de representação e pensamento espacial (pontos de referência, localização, orientação e escala) e representação cartográfica, imagens de satélite e fotografia aéreas. O curso tem como proposta encontros teóricos acerca destes temas que darão subsídio para o estudo independente de modo que os professores realizarão o planejamento e desenvolvimento de atividades com suas turmas nas unidades de ensino. Assim, este curso desenvolverá a noção de iniciação/alfabetização cartográfica na Educação Infantil e nos anos iniciais, tendo como enfoque o conhecimento geográfico, de modo que compreenderemos a aprendizagem enquanto um processo mediado pelo professor e a realidade.