Coordenador : Marília Etienne Arreguy
Ano: 2019
Publico Alvo : Estudantes e comunidade acadêmica da UFF. Crianças e jovens do COLUNI acompanhadas de suas famílias. Educadores, psicólogos e orientadores educacionais do COLUNI e, eventualmente, da Rede Pública. É impossível dizer quantas pessoas poderemos atender, pois estamos iniciando o processo e deveremos observar quais serão as demandas atuais, para buscar posteriormente mais profissionais e estagiários atuantes, se for o caso.
Local de atuação: SFP
Resumo
O projeto Gato em teto de zinco quente - acampado pelo Grupo Alteridade Psicanálise e Educação / GAP(E) - se volta para as grandes dificuldades psíquicas apresentadas por estudantes e egressos da UFF, e, também, pelas crianças e jovens do COLUNI. Em paralelo, vemos uma demanda crescente de apoio aos professores que enfrentam diariamente um cotidiano de violências. Ao longo dos últimos anos, se faz evidente em nossas práticas de ensino, pesquisa e extensão, essa grande demanda de ajuda psicológica advinda da comunidade acadêmica da UFF e da rede básica de ensino. Essa demanda de ajuda por parte de formandos, de egressos já graduados, e também dos professores, psicólogos e educadores, aparece de forma constante em nosso cotidiano, com pedidos de ajuda e atendimento psicológico em situações emergenciais. Trata-se de situações de conflito e impasse psíquico grave, chegando a situações em que há ideação suicida. Esses sujeitos costumam nos procurar informalmente, muito ansiosos por apoio, escuta, compreensão e auxílio diante dos impasses encontrados de forma cada vez mais turbulenta no fazer educativo na contemporaneidade. Esses pedidos nos levaram a propor e desenvolver atendimentos de caráter extensivo em que receberemos espontânea e gratuitamente educadores e estudantes da comunidade acadêmica da UFF. Nosso objetivo principal é o acolhimento, acompanhamento breve e encaminhamento, desses sujeitos em estado de extremo sofrimento, sobretudo, devido à precariedade e insuficiência de instituições de atendimento terapêutico gratuito especializado. Em momentos de anomia e instabilidade social, faz-se imperativa a construção desse espaço de escuta terapêutica.