Coordenador : Evandro Tinoco Mesquita
Ano: 2019
Publico Alvo : Pacientes do Módulo do Programa Médico de Família (PMF) e dos ambulatórios do Hospital Universitário Antônio Pedro (HUAP), população em geral nos locais públicos de atuação da liga, profissionais dos Serviços de Saúde e alunos da faculdade de Medicina da Universidade Federal Fluminense. Trata-se de um projeto piloto envolvendo Graduandos do Curso de Medicina (total de 960 alunos), além de trezentos pacientes do PMF, duzentos pacientes dos Ambulatórios do HUAP e 50 alunos da faculdade supra-citada. Não é possível determinar com exatidão a população atingida nos eventos públicos.
Local de atuação: MMC
Resumo
As doenças cardiovasculares apresentam elevadas taxas de incidência e prevalência no Brasil e importante impacto na população. Diante disso, torna-se relevante a criação de iniciativas que tenham por objetivo uma abordagem prática e teórica de assuntos relativos às ciências cardiovasculares, a fim de melhor compreendê-las. As ligas acadêmicas podem ser consideradas um exemplo de tais iniciativas, na medida em que são formadas por um grupo de acadêmicos que organizam atividades extracurriculares de ensino, pesquisa e extensão numa determinada área da saúde. A Liga de Ciências Cardiovasculares tem por objetivo o aprendizado de uma abordagem multidisciplinar do paciente, a promoção de saúde através da capacitação teórica e prática dos acadêmicos de medicina; da atuação integrada e comprometida com a comunidade e do fomento da produção científica. Com essas ações, a Liga espera alcançar os objetivos propostos e, assim, promover o conhecimento científico acerca de doenças cardiovasculares, aprimorar a formação técnica dos alunos e incentivar a adoção de hábitos de vida mais saudáveis pela população. A proposta da Liga de Ciências Cardiovasculares é uma iniciativa inovadora no contexto da universidade que trará benefícios diversos tanto para a comunidade acadêmica quanto para a população.