Coordenador : Soraya Rodrigues Martins
Ano: 2019
Publico Alvo : Graduandos de Psicologia em estagio supervisionado e extensionistas da UFF (Rio das Ostras), graduandos do curso de Nutrição em estagio curricular em clínica médica da UFRJ (Macaé), graduandos de Serviço Social em estagio curricular da UFF (Rio das Ostras), estudantes da UFRJ que procuram o setor da assistência estudantil da UFRJ (Macaé) Comunidade atendida junto ao Serviço de atendimento em clinica do trabalho aberto à comunidade no SPA – Serviço de Psicologia Aplicada da UFF ( Rio das Ostras)
Local de atuação: RPS
Resumo
Este projeto global de extensão tem como objetivos o planejamento e desenvolvimento ações de atenção e cuidados à saúde em diversas instituições junto da região de Rio das Ostras, nos níveis de reabilitação, prevenção e promoção, na perspectiva da clínica psicodinâmica do trabalho e psicologia institucional, com a criação de diferentes dispositivos de escuta clínica (individual e em grupo). Além de contribuir para a realização de investigações empíricas relacionadas ao campo saúde mental e trabalho. Essas ações, traduzidas em subprojetos acordados pelos participes serão desenvolvidas como atividades de extensão e práticas de estágio supervisionado curricular em Psicologia. O desenvolvimento das ações conta com parceiros: Serviço de Psicologia Aplicada (UFF/RO); Prefeitura Municipal de Rio das Ostras (Secretaria Municipal de Educação, Secretaria de Bem-Estar Social); UFRJ de Macaé (Setor de Assistência Estudantil e Curso de Nutrição); Centro de Recursos Integrados de Atendimento ao Adolescente (CRIAAD/DEGASE/Macaé). Curso de graduação em Serviço Social (UFF/RO). Como atividade de extensão universitária visa promover uma reflexão acerca das possibilidades de atuação do psicólogo no campo Saúde Mental e Trabalho e das políticas públicas. Atendendo ao objetivo de capacitação e qualificação dos estudantes de psicologia, para atuar de forma crítica no campo da Psicologia do Trabalho e das Organizações e da Psicologia Clínica. Enfatiza a importância do diálogo e do exercício de reflexão entre o meio acadêmico e os profissionais envolvidos nos serviços de atenção à saúde nas instituições com o propósito de articular a dimensão política e crítica na formação acadêmica e, por conseguinte, nas práticas profissionais.