Coordenador : Ana Maria Martensen Roland Kaleff
Ano: 2019
Publico Alvo : Alunos e professores dos ensinos fundamental e médio, ensino técnico e tecnológico incluindo deficientes visuais Professores do ensino universitário Licenciandos da FeMASS. Alunos da UFF dos cursos da Cidade Universitária
Local de atuação: GAPEX
Resumo
O presente projeto dá continuidade a ações realizadas na UFF, desde 1991, por sua coordenadora. Estas visam à melhoria da Educação Básica e foram desenvolvidas no Laboratório de Ensino de Geometria (LEG) da UFF, em Niterói até 2018. O projeto está integrado à área de Educação e também às áreas da Formação de Professores para a Educação Inclusiva, no caso a de pessoas com deficiência visual (pessoas cegas ou com baixa-visão). Nessa direção, no presente projeto, busca-se a implantação de um Laboratório Inclusivo de Educação Matemática (LEMAK), em Macaé, e de um Museu Interativo Itinerante Inclusivo de Educação Matemática (LEMi) junto à PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAÉ e Secretaria Municipal de Educação. Considerando a localização física do LEMAK e do LEMi, no Centro Universitário de Macaé, ambos estão sendo frequentados, e se mostram de grande ajuda, por alunos DA ESCOLA BÁSICA de Macaé, dos cursos ministrados pela UFF e FeMASS. que possuem, nos seus currículos, disciplinas com conteúdos básicos de matemática. A criação do Museu LEMi democratiza o conhecimento criado no LEMAK para toda a comunidade escolar de Macaé e região, dando acesso a professores e alunos da escola básica, inclusive com deficiência visual. A itinerância do LEMi possibilita a melhoria do ensino de matemática na região. A Prefeitura Municipal de Macaé disponibilizou espaço físico especial na Cidade Universitária, para a instalação do LEMAK e de uma mostra permanente do LEMi, ambos inaugurados em em 10 de setembro de 2019. Antes da inauguração o LEMAK era denominado LEMIM e LEMI, LEMIMIM