Coordenador : Rachel Bertol Domingues
Ano: 2019
Publico Alvo : O projeto tem como público-alvo agentes que busquem compreender as dinâmicas jornalísticas nos meios digitais. O material pode ser utilizado em instituições de ensino, especialmente no ensino médio e no nível superior. Pode ser utilizado como fonte para agentes da sociedade civil (movimentos sociais e ONGs preocupadas com o debate jornalístico, a liberdade de imprensa e de expressão). Os próprios agentes privados do jornalismo também se beneficiar. Na comunidade acadêmica, as fontes que serão disponibilizadas poderão ser utilizadas por professores, como material didático (haja vista que há relativamente pouco material estruturado a respeito desse tema), e por pesquisadores, a fim de servir de fonte para pesquisas sobre os veículos jornalísticos contemporâneos no Brasil nos meios digitais. O material poderá se desdobrar em artigos e em debates acadêmicos (seminários e colóquios), ampliando dessa forma seu público, de forma indireta.
Local de atuação: GCO
Resumo
O Projeto tem como objetivo realizar um mapeamento de atores que tiveram impacto no debate político e no campo jornalístico no cenário que começou a se delinear a partir de 2013, ano de manifestações de grande escala na sociedade brasileira. Quer-se compreender os fenômenos comunicacionais engendrados nesse processo, levando em conta atores e veículos dos diversos matizes do espectro político, mesmo os que já atuavam antes desse ano e podem de alguma forma ampliar a compreensão do que começou a se consolidar a partir de então, como a polarização dos últimos pleitos eleitorais no país. Compreende-se que foram atuações que se deram (nem sempre de forma transparente) em grande escala nos ambientes das mídias digitais, o foco dessa investigação. O trabalho será desenvolvido com os alunos de graduação, dessa forma contribuindo para sua formação jornalística e de potenciais pesquisadores da área de Comunicação. Contará com uma parceria interinstitucional com o projeto de extensão Memória do Jornalismo Brasileiro (MJB), da Escola de Comunicação da UFRJ. O material estará disponível em site para consulta pública e material de pesquisa. Terá como base o seguinte tripé: mapeamento inicial e quantitativo; a elaboração de reportagens sobre agentes relevantes; entrevistas com o método de história oral de personagens-chave. Também tem como objetivo suprir uma lacuna na história do jornalismo contemporâneo, na medida em que o mapeamento dos novos atores nas mídias digitais demanda um tipo de esforço metodológico diverso daquele que tradicionalmente se emprega para o estudo da mídia impressa.