Coordenador : Adriana de Souza Lima
Ano: 2019
Publico Alvo : As atividades atingem, diretamente, os alunos da Faculdade de Turismo e Hotelaria, bem como todos os discentes da UFF que se propuserem a participar do projeto em relação às atividades de ensino. Além disso, atingirá de maneira indireta, toda a comunidade acadêmica que inclui outros discentes, docentes e funcionários técnicos administrativos e operacionais, além da população externa à instituição que visitarem o Evento Gastronômico. O público alvo atingirá também turistas e alguns meios de hospedagem do Rio de Janeiro que participará de uma pesquisa de campo.
Local de atuação: STT
Resumo
A gastronomia enquanto costume de cada povo está relacionada à arte de preparar alimentos à sua cultura vinculada à sua religiosidade, classe social, etnia, localização geográfica e o que cada lugar tem como alimento típico e a influência sofrida. Com isso a gastronomia é cada vez mais, uma fonte de conhecer a cultura de um povo e por meio do turismo ela tem se tornado como uma opção de atrativo turístico-cultural de determinados destinos, favorecendo assim a atividade turística em vários lugares. A metodologia utilizará a vivência, observação e investigação das realidades da cozinha brasileira, sua origem e toda sua complexidade, bem como o turismo gastronômico na cidade do Rio de Janeiro. Aliando teoria, aulas práticas e vivências, o projeto ultrapassará as barreiras do espaço físico do laboratório e da sala de aula e estimulará uma reflexão mais ampla, proporcionando a oportunidade de construção crítica do conceito de cozinha brasileira. Espera-se que os participantes deste projeto façam pesquisas sobre a temática escolhida, desenvolvam técnicas de preparo de alimentos e pratos típicos, aprendam a organizar e executar todas as fases de um evento gastronômico. Espera-se também que o evento gastronômico de cozinha brasileira envolva a comunidade acadêmica e externa à UFF em torno da experiência sensorial da alimentação brasileira como marco de atração turística, além de discutir o seu papel neste contexto, debatendo os caminhos a serem trilhados no sentido de trabalharmos métodos e recursos para potencializar seu uso e aprimorar sua vocação turística.