Coordenador : Alejandra Luisa Magalhães Estevez
Ano: 2019
Publico Alvo : Os principais beneficiários deste projeto serão os cidadãos dos municípios de Barra Mansa e Volta Redonda, bem como os estudantes da UFF envolvidos no projeto, os estudantes da rede pública municipal e estadual atendidos por uma das atividades, os ex-presos políticos do antigo 1° BIB e os familiares das vítimas. Em última instância, o projeto destina-se a toda a sociedade brasileira, que possui o direito à verdade e à memória.
Local de atuação: VMD
Resumo
O presente projeto tem por finalidade construir as condições necessárias para a criação do futuro CENTRO MEMÓRIA, VERDADE E DIREITOS HUMANOS (CMVDH), que será instalado no espaço hoje denominado Parque da Cidade, no município de Barra Mansa. O CMVDH será uma instituição dedicada à preservação da memória das violações aos direitos humanos praticadas durante a ditadura civil-militar e à reflexão de seu legado autoritário no tempo presente, por meio da musealização de parte dos espaços de repressão e tortura do antigo 1° Batalhão de Infantaria Blindada do Exército – 1° BIB (1950-1972) e do 22° Batalhão de Infantaria Motorizada – 22°BIMTz (1972-1993), bem como do Tulhas do Café, local de armazenamento do grão desde o séc. XIX. Nesse sentido, visando a sensibilização da população local e a construção coletiva do Plano de uso e ocupação para este espaço, serão desenvolvidas atividades de caráter pedagógico e reparatório, no sentido de aprofundar as investigações científicas sobre o período do regime militar, em especial relativas à região sul fluminense, bem como de promover ações educativas que visem informar e estimular a reflexão crítica sobre o passado autoritário e os valores democráticos. Este conjunto de atividades, que será melhor apresentado no corpo do projeto, será desenvolvido no âmbito do Programa de extensão Centro de Memória do Sul Fluminense Genival Luiz da Silva, sediado no ICHS/PUVR.