Coordenador : Márcia Maria Sales dos Santos
Ano: 2020
Publico Alvo : A população alvo são os pacientes assistidos no ambulatório do HUAP. O atendimento ambulatorial do HUAP ocorre diariamente e envolve médicos de várias especialidades e pacientes com diversas doenças clínico-cirúrgicas. O tempo de espera para consultas é variável e os pacientes aguardam em uma sala de espera. A ideia é utilizar este tempo ocioso, expor oralmente e com folders sobre a importância da síndrome metabólica.
Local de atuação: MMC
Resumo
Reconhecida como uma entidade complexa que associa fatores de risco cardiovasculares bem estabelecidos, como hipertensão arterial, dislipidemia, e diabetes, entre outros,associada com a obesidade central e a resistência à insulina, a Síndrome Metabólica já ganha a dimensão como um dos principais desafios da prática clínica nesse início de século. Afinal, sua concomitância com afecções cardiovasculares aumenta a mortalidade geral em cerca de 1,5 vezes e a cardiovascular em aproximadamente 2,5 vezes. O presente estudo visa orientar a população do Hospital Universitário Antonio Pedro quantos aos riscos sistêmicos que o aumento de peso corporal pode ter em sua saúde e implementar ações para modificações de estilo de vida e controle de fatores de risco cardiovascular com melhora da qualidade de vida e longevidade.