Coordenador : Anna Christina Pinho de Oliveira
Ano: 2020
Publico Alvo : 4080
Local de atuação: MMC
Resumo
O Programa de Controle da Tuberculose Hospitalar (PCTH) do HUAP, em atividade desde 2006, atua através de medidas de biossegurança: Medidas Administrativas - busca ativa de sintomáticos respiratórios ou com outro quadro clínico que sugira tuberculose e estejam internados no HUAP, visando identificação precoce de possíveis infectantes, controle de fluxo de pacientes externos em investigação diagnóstica e informação aos profissionais de saúde; Medidas Ambientais de Engenharia - promovem a não disseminação aérea do bacilo pela exaustão do ar e isolamento dos suspeitos ou doentes internados que necessitem permanecer no HUAP e Medidas de Proteção Respiratória Individuais - com a utilização de respiradores para proteção individualizada. O PCTH procura, em parceria com diversos setores hospitalares e categorias profissionais, reduzir a possibilidade de infecção e adoecimento por Tuberculose (TB) entre pacientes, alunos, técnico-administrativos, profissionais de saúde e professores. Apesar de ação local, por ser um projeto desenvolvido em um hospital escola, as medidas de biossegurança são propagadas nas áreas de saúde do Leste Fluminense, através da informação veiculada pelos alunos e servidores. Este programa acompanhou desde a sua criação em 2006 até o final de dezembro de 2019, um total de 2961, sendo a maioria de pacientes internados, garantindo uma assistência próxima e as medidas cabíveis caso o diagnóstico de tuberculose fosse feito.