Coordenador : Adriana de Souza Lima
Ano: 2020
Publico Alvo : As atividades de ensino envolverão todos os estudantes da UFF que se inscreverem nas disciplinas de A&B, vinculadas ao PPC do CST em Hotelaria e do Bacharelado em Turismo da UFF. As atividades de pesquisa atingirão os estudantes que desejarem trabalhar com pesquisas sobre cozinha brasileira, bem como e gerentes e funcionários de restaurantes localizados na Estação das Docas, Belém do Pará. As atividades de extensão envolverão irrestritamente a comunidade acadêmica e a população externa à UFF por meio dos conteúdos digitais sobre a temática, os quais serão disponibilizados nas ferramentas midiáticas.
Local de atuação: STT
Resumo
A gastronomia enquanto costume de cada povo está relacionada à arte de preparar alimentos à sua cultura vinculada à sua religiosidade, classe social, etnia, localização dentro de um processo histórico-cultural. Com isso, a gastronomia é cada vez mais uma fonte de conhecer a cultura de um povo e por meio do turismo, a depender da região e seus recursos, ela tem se tornado como uma opção de atrativo turístico-cultural de determinados destinos, favorecendo assim a atividade turística em vários lugares. A metodologia utilizará a vivência, observação e investigação das realidades da cozinha brasileira, sua origem e toda sua complexidade, bem como a investigação do turismo gastronômico em algumas cidades do país. Aliando teoria, aulas práticas e vivências, o projeto ultrapassará as barreiras físicas da universidade e atingirá a sociedade de forma irrestrita e ilimitada por meio do uso de ferramentas midiáticas, em favor da democratização do saber acadêmico que antes era apenas encontrado em livros, só que agora de forma rápida e dinâmica poderá ser conhecido através dos fluxos informacionais digitais. Espera-se que a comunidade acadêmica faça pesquisas e que a comunidade externa à UFF se beneficie delas, seja sobre o saber explícito a respeito dos diferentes pratos e produtos permitindo experimentos e simulações para garantir a aprendizagem. Espera-se que a comunidade do entorno se debruce na reprodução de pratos típicos e tenha um experiência sensorial sobre a gastronomia brasileira, valorizando-a.