Coordenador : Louise Land Bittencourt Lomardo
Ano: 2020
Publico Alvo : As Experiências Coletivas em Bioconstrução irão trabalhar amplamente em diversos espaços, sejam eles internos à Universidade ou externos. Desta forma, pode-se dividir o público-alvo, basicamente, como: Corpos discente e docente da universidade, além de técnicos-administrativos e terceirizados: com o caráter horizontal e democrático, uma parte das atividades acontecerá no campus da Praia Vermelha, mais especificamente nas proximidades do Chalet da Arquitetura e Urbanismo; com isso, o acesso às atividades, internas, principalmente, será facilitado para estas personagens das oficinas. Esse grupo alvo desenvolverá majoritariamente as fases de concepção e pré-projeto, seus detalhes e tarefas administrativas, além de discussões teóricas e apresentações de referências - fala-se sem diferenciação entre os estudantes de arquitetura e urbanismo e outros cursos pela busca deste programa ser ao máximo inter e multidisciplinar. Estes participantes também terão liberdade para participar das atividades externas, porém com maior limitação, pela preferência de outro grupo alvo na participação. Corpos estudantil, pedagógico e administrativo de Instituições Públicas de Ensinos Fundamental e Médio: buscando aplicar as atividades nestas instituições, este grupo será de enorme importância nos trabalhos do coletivo. Serão o público alvo de intervenções e discussões em grupo; peças como pirâmides de bambu, atividades com técnicas naturais como tintas de terra e outras intervenções artísticas incentivando o reuso e a resinificação de materiais que seriam descartados. Assim será trilhado o caminho a gerações conscientes e prontas para participar de movimentações sociais locais, por meio de questionamentos perante nossa atualidade e por uma nova interação entre o corpo e os materiais naturais propostos. Corpos de Centros Culturais: com intenções próximas às dos Corpos de Instituições Públicas de Ensino externas à Universidade, estes Centros Culturais, amplamente espalhados pelo município de Niterói, também poderão fomentar o interesse externo indireto às atividades, ou seja, aqueles que não tem contato com os acontecidos no espaço da Universidade e que não são ligados diretamente à instituições parceiras ao projeto, mas que podem ser introduzidos apenas por estarem consumindo algum conhecimento cultural nestes Centros. Ainda há os funcionários de todas as instâncias destes ambientes que poderão participar livremente de atividades que venham a acontecer. Corpos de movimentos sociais: o principal público afetado pelo papel de capacitação do projeto. As Experiências Coletivas serão, em suas oficinas práticas de construção, principalmente para a apresentação de uma gama de técnicas que podem vir a ser utilizadas na construção de múltiplos tipos de edificações, principalmente habitações. Com isso, a busca é a troca de conhecimento com este grupo que está na frente das maiores lutas por políticas públicas democráticas e de qualidade.
Local de atuação: TAR
Resumo
O Projeto EXCOLABIO – Experiências Coletivas em Bioconstrução iniciou suas atividades na Escola de Arquitetura e Urbanismo da UFF em 2019.2 quando um aluno graduando propôs como seu trabalho de conclusão de curso implementar um canteiro experimental em técnicas de construção alternativas às estudadas na grade curricular formal da instituição. Desta forma, iniciou-se o trabalho que hoje busca-se estender a um programa de extensão da universidade: oficinas multidisciplinares, abertas aos interessados de qualquer área. Mais além, busca-se provar que tais atividades são muito mais efetivas quando combinam diversas disciplinas e formas de troca de conhecimento. O objetivo deste programa visa, além da criação de tais experiências de canteiro experimental, o aprofundamento em relações interpessoais por meio do trabalho coletivo, incluindo diversas dinâmicas, discussões e troca de conhecimentos de forma horizontal, entendendo as múltiplas formas de sabedoria e que grande maioria ainda não se encontra incluída no espaço físico da Escola de Arquitetura e Urbanismo, e outros Institutos que se relacionam, como de Desenho Industrial, Biologia e Ciências Ambientais e, em geral, no espaço da Universidade. A ExColaBio é um coletivo que entende que a forma de trabalho que respeita o meio ambiente e todos os seres vivos nele incluídos é a mais justa, buscando equilibrar todas as nossas ações, trazer essa pauta como tema de nossas reuniões e questionamentos e, por meio destas, motivar as atuais gerações presentes na sociedade, cultivando a diversidade, a comunicação e a troca justa entre todos os participantes desta escola.